terça-feira, 17 de maio de 2011

Estudo indica que celulares podem estar matando abelhas

O mundo, hoje, comporta centenas de milhões de aparelhos celulares. O número exorbitante gera uma rede eletromagnética que preocupa muitos pesquisadores. Há diversos estudos que apontam os males dessas ondas para o corpo do ser humano, porém, o Instituto Federal de Tecnologia da Suíça descobriu um novo prejudicado pelos aparelhos celulares: as abelhas.

A teoria explicada pelo último relatório do Instituto é de que as ondas eletromagnéticas liberadas e intercambiadas entre os celulares pode interferir na capacidade das abelhas de se comunicar entre si. Essa não é a primeira vez que uma pesquisa do tipo é feita.

Em junho de 2010, pesquisadores da Universidade de Panjab, na Índia, colocaram celulares ao lado de colméias, funcionando 15 minutos por dia. Em três meses, as abelhas deixaram de produzir mel e a abelha-rainha reduziu sua produção de ovos pela metade.

Andrew Goldsworthy, pesquisadora e bióloga do Imperial College, na Inglaterra, diz que a única solução é que as empresas fabricadoras de celulares mudem suas frequências, antes que seja tarde demais. As abelhas são responsáveis pela polinização de diversas plantas, bem como a produção de mel, além de nutritiva, é um dos ramos mais lucrativos das fazendas.

Como isso era desconhecido de muita gente, agora é preciso divulgar essa mensagem e, talvez, com uma pressão popular, comece a nascer as mudanças necessárias para preservar o nosso ecossistema.


1 comentários:

Bruno C.M. disse...

Agora só falta descobrir sobre aquele caso dos pássaros mortos u.u

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...